A RUTIS premiada na Semana ALV 2017

A Semana ALV 2017 terminou e é com agrado que divulgamos os premiados deste ano: à Rede de Universidades da Terceira Idade (RUTIS) foi atribuído o Prémio Semana ALV 2017;

- ao Projeto Letras Prá Vida, da Escola Superior de Educação de Coimbra atribuiu-se uma Menção Honrosa.

Dois projetos diferentes quer a nível da sua dimensão quer dos objetivos, mas que se destacaram pelas suas boas práticas.

A RUTIS, pelo significativo número de membros que a compõem e, consequentemente, pelos milhares de adultos que envolve. Pela grande consistência e sustentabilidade da ação que desenvolve desde 2005, nomeadamente através da participação em redes e projetos nacionais e internacionais, merece este prémio.

Luis Jacob, Presidente da Rutis escreveu-nos o seguinte:

“Em 2001 quando criei a Universidade Sénior de Almeirim, para colmatar uma lacuna nos serviços prestados aos maiores de 50 anos, que estando já reformados não tinham qualquer tipo de ocupação ou atividade regular a que se dedicar, e reconhecendo que isso representava um problema para se sentirem pessoas e cidadãos ativos e com valor, estava muito longe de imaginar que 16 anos depois estaria a receber o prémio Semana ALV da Associação Direito de Apreender em representação de mais de 316 universidades seniores, dos seus 45.000 alunos seniores e dos 5.500 professores voluntários”.

E conclui:

“A RUTIS, entidade representativa das Academias e Universidades Seniores, foca a sua atividade na promoção do envelhecimento ativo e da formação ao longo da vida em contexto de aprendizagem informal. É nossa missão proporcionar aos seniores experiências educativas, culturais, sociais, cientificas e artísticas que de outra forma não teriam acesso ou possibilidade de vivenciar. 

Este prémio é o reconhecimento do percurso e trabalho de toda uma rede educativa e social que se dedica a melhorar a qualidade de vida dos seniores e a promover iniciativas para o contínuo desenvolvimento pessoal, beneficiando disso toda a comunidade”.

Luis Jacob

 

Alguns dados sobre a RUTIS

A RUTIS (Associação Rede de Universidades da Terceira Idade) é uma Instituição Particular de Solidariedade Social e de Utilidade Pública de apoio à comunidade e aos seniores, de âmbito nacional e internacional, com sede em Almeirim, criada em 2005 com um polo no Porto.

Foi oficializado o seu trabalho e mérito pela Resolução de Conselho de Ministros 76/2016, sendo a única entidade social/educativa a ver o seu trabalho reconhecido pelo Conselho de Ministros.

Atualmente tem 316 membros em 3 continentes, que ocupam diariamente 55.000 alunos seniores e 6.000 professores voluntários. Quando iniciou o seu trabalho, em 2005, tinha 15 membros.

Um dos principais objetivos da RUTIS é a promoção do envelhecimento ativo, da educação ao longo da vida e das Universidades Seniores sendo estas “a resposta social, que visa criar e dinamizar regularmente atividades sociais, culturais, educacionais e de convívio, preferencialmente para e pelos maiores de 50 anos. As atividades educativas serão em regime não formal, sem fins de certificação e no contexto da formação ao longo da vida”. Em média cada universidade sénior tem 15 disciplinas no seu horário semanal.

Faz parte dos estatutos da RUTIS (Artigo 3, ponto 1):

c) fomentar a educação e o ensino, a formação profissional e a aprendizagem ao longo da vida.

- Em novembro de 2017 foi escolhida como um dos oito projetos finalistas do prémio europeu "Innovation In Politics Awards" entre 596 candidatos.

- Em fevereiro de 2017 criou a Rede Mundial de Projetos Educativos para maiores de 55 anos com organizações de mais 12 países.

- Em 2015 a RUTIS foi indicada como ES+ (Iniciativa de Alto Potencial em Inovação e Empreendedorismo Social) pelo Mapa de Inovação e Empreendedorismo Social (MIES).

- Desde 2006 que tem participado em diversos projetos europeus dedicado à educação dos seniores no âmbito dos programas Erasmus, Tempus e Grundtvig e Erasmus. Num desses projetos ajudou a criar universidades seniores na Ucrânia, Rússia e Azerbaijão,

- Pela Resolução do Conselho de Ministros nº 61/2012 a RUTIS integrou a Comissão de Acompanhamento das atividades do AEEASEG (Ano Europeu do Envelhecimento Ativo, 2012) e foi reconhecida pelo relatório final da Comissão Europeia como uma entidade modelo.

- Foi uma das 10 finalistas do prémio Manuel António da Mota em 2013.

- Foi vencedora do prémio Socialgest Inovação pelo projeto "computador sénior virtual" em 2011.

 

Atividades

A RUTIS desenvolve anualmente uma série de atividades destinadas aos seniores, das quais destacamos os Festivais de Teatro, Festivais de Música, a Gala de Dança, o Festival de Desporto, O CRIA 55, Festival de Criatividade, Arte e Talento Sénior, o Encontro Nacional de Universidades Seniores, o Concurso de Cultural Geral, as Marchas Populares Seniores, o Congresso das Academias e Universidades Seniores e a Reunião Magna.

Para além destas atividades calendarizadas, a RUTIS:

- Apoia a criação de projetos de envelhecimento ativo.

- Ajuda ao surgimento de mais universidades seniores.

- Promove atividades para os seniores, como os festivais já referidos e outros.

- Realiza encontros nacionais e internacionais.

- Desenvolve produtos e serviços para os mais velhos.

- Organiza visitas culturais.

- Estabelece parcerias e angariar apoios para os seniores e para as Universidades Seniores

- Faz esforços para o estabelecimento de uma politica nacional para o envelhecimento ativo.

- Publica livros sobre a educação para seniores.

- Realiza ações de formação profissional e académica

Tópicos: Tags: