Desporto na Aprendizagem dos Adultos

Embora amplamente consideradas como atividades de ‘não-aprendizagem’, os desportos podem ter benefícios educacionais consideráveis para os adultos. Desportos e atividades físicas levam a mudanças duradouras no cérebro, melhorando diretamente o trabalho intelectual. Podem melhorar a memória, bem como a concentração e a atenção, o que afeta diretamente o modo como as pessoas aprendem e retêm informações. Além disso, o exercício regular pode aliviar a depressão e a ansiedade, que podem ser motivo de preocupação durante a educação de adultos. Atividades e exercícios físicos também podem ser usados como método de ensino para adultos com necessidades específicas de aprendizagem.

O papel que os desportos podem desempenhar na aprendizagem de adultos, é o tema do mês de agosto na EPALE - Plataforma Eletrónica para a Educação de Adultos na Europa onde pode encontrar links para alguns recursos e artigos interessantes sobre o tema, enviados pela comunidade e pelas equipas nacionais da EPALE.

“Nove Investigações que mostram por que a educação precisa de desporto” é um dos artigos disponibilizados no site da EPALE que divulgamos aqui em português.

Nove Investigações que mostram por que a educação precisa de desporto

Artigo de Richard Bailey

Para muitas pessoas, desporto e educação estão em forte oposição. Um é banal, o outro é sério. Um é brincar, o outro trabalho. Esta divisão, que tem as suas raízes no passado histórico e filosófico da Europa, pode ser vista claramente na educação, onde o desporto (e a sua representante educativa, Educação Física) recebe frequentemente um  baixo estatuto, tempo curricular limitado e recursos inadequados (em inglês). Para muitos pais, o desporto e outras formas organizadas de atividade física deveriam ter uma posição cada vez mais marginal na educação, à medida que os seus filhos crescem a fim de os deixar concentrar-se no ‘assunto importante’ da escola, que é ajudá-los a orientar-se para a formação profissional, ensino superior ou para o trabalho.

Com o tempo, essas atitudes começaram a mudar, embora a mudança tenha sido dolorosamente lenta. O surgimento da chamada ‘pandemia de inatividade física(em inglês)desempenhou claramente um papel nas mudanças do desporto. À medida que os níveis de atividade continuam a cair, as taxas de doenças não transmissíveis aumentam. O desporto, como a forma mais popular e saborosa de atividade física para muitas pessoas, foi para o centro da política e prática de saúde pública, como remédio barato. Ao mesmo tempo, tem havido um reconhecimento da contribuição financeira significativa que o desporto faz, nas suas diferentes formas. O desporto é um sector importante e em rápido crescimento na economia europeia, representando cerca de 3% do PIB total da Europa e cerca de 3,5% do emprego na UE (em inglês). A educação de adultos tem respondido a esta situação com o desenvolvimento de mais percursos e cada vez mais especializados, desde professores e treinadores, à indústria de artigos de desporto, aos meios de comunicação social desportivos.

Há também outro aspeto da relação entre desporto e educação, e os desenvolvimentos na pesquisa científica só recentemente o realçaram completamente. Evidências da pesquisa educacional, da psicologia, das neurociências e de outras disciplinas começam a mostrar que a oposição tradicional entre educação e desporto é um equívoco e que, longe de interferir na questão da educação, o desporto pode realmente dar um contributo valioso para ela.

Para explicar essa afirmação ousada, apresento nove resultados de investigação sobre os efeitos do desporto e da atividade física que mostram que a atividade, além das suas virtudes bem conhecidas de manter os corpos em forma e saudáveis, acrescenta enorme valor à educação.

1. Melhora as conecções do cérebro

O desporto e a atividade física ‘alimentam’ o cérebro, ajudando-o a crescer e a operar de forma eficaz. Tem sido demonstrado que a atividade física leva a mudanças profundas e duradouras nas redes neuronais (em inglês), e esses desenvolvimentos melhoram diretamente o trabalho intelectual.

2. Aumenta a memória

O desporto e atividade física podem melhorar a aprendizagem e a memória (em inglês). Aprendentes com uma boa memória e capacidade para aprender rapidamente têm uma vantagem considerável que influenciará quase todos os aspetos das suas experiências na educação de adultos e além dela.

3. Melhor concentração e foco

Mesmo exercícios curtos de alguns minutos de atividade física e desportiva podem levar a uma melhoria na concentração e atenção (em inglês) o que afeta diretamente a forma como as pessoas aprendem e retêm informações.

4. Ajuda na numeracia e literacia

O desempenho em numeracia e literacia (em inglês) melhora especialmente como resultado do aumento dos níveis de atividade física entre os estudantes mais jovens.

5. Melhora o bem-estar mental

O exercício regular pode aliviar a depressão e a ansiedade (em inglês), que podem ser motivo de preocupação particular durante a educação de adultos (em inglês).

6. Promove a inclusão

Os desportos e outras atividades físicas organizados em instituições são particularmente valiosas na criação de um sentimento de pertença e compromisso (em inglês). e podem ajudar estudantes potencialmente marginalizados a sentirem-se incluídos e aceites (em inglês).

7. Aumenta o desempenho académico

As pessoas fisicamente ativas têm um melhor desempenho académico (em inglês)  do que os seus pares inativos, e os que são mais ativos beneficiam mais.

8. Fortalece a motivação

Alunos fisicamente ativos tendem a ter melhores qualificações, a empenharem-se mais nos estudos, têm mais possibilidades de conseguir um bom emprego e tendem a ser promovidos mais rapidamente (em inglês).

9. Melhora a empregabilidade

Indivíduos fisicamente ativos são vistos pelos empregadores como mais saudáveis, mais eficientes e mais confiáveis. Por isso, as pessoas ativas são mais empregáveis (em inglês)

Claro que nem todas as experiências desportivas são positivas, e o mau ensino e treino desportivo às vezes pode ser pior do que nada. Por isso vale a pena os alunos investirem algum tempo na procura do melhor tipo de desporto ou atividade para eles e para as exigências das suas vidas. Mas atividades apresentadas apropriadamente que acontecem num ambiente positivo e de apoio podem ser uma inspiração.

Então, talvez seja tempo de as instituições educativas e de os seus alunos equacionarem de novo as suas preconceções sobre o papel do desporto e da atividade física? Longe de serem trivialidades divertidas ou distrações do foco principal da educação, as evidências sugerem que o desporto e a atividade física podem ser contributos valiosos e distintos.

Artigo de Richard Bailey

Quem é Richard Bailey

É um ex-professor em escolas primárias e secundárias, formador de professores, treinador e formador de treinadores. Além do seu cargo como Escritor Residente no Escritório Executivo do ICSSPE (Conselho Internacional de Ciências do Desporto e Educação Física), é autor e blogueiro. Trabalhou com a UNESCO como Consultor Especialista em Educação Física, na Organização Mundial de Saúde, na União Europeia e em muitas agências similares. Foi consultor colaborador das iniciativas ‘Designed to Move e Active Kids Do Better’, lideradas pela Nike, e dirigiu inúmeras revisões científicas.

Em: https://ec.europa.eu/epale/en/blog/9-research-findings-show-why-education-needs-sport

Visite a EPALE regularmente em agosto para novos conteúdos!

Estes são os temas que pode já consultar

Estudos de Caso

- Sport removes the barriers (EN, DE, PL)

- Volunteering in Physical Activity and Sport (EN, FR, DE, IT, ES, PL, LV)

- Welcome to dance class where the average age is 77 (EN, BG, FR)

- Cardiff City FC community foundation prison engagement programmes (EN)

- Learning from the Netherlands' most successful football academy (EN)

Postes em Blogs

- 9 research findings that show why education needs sport (EN, DE, LV, BG, PL, ET, FI)

- Football motivates learning (EN, FR, PL)

- Integrating migrants through sport (EN)

- The best three weeks of my life (EN, LV)

- Training is key for sport providers in Flanders / Belgium (EN, NL)

- Sports as a study of life (EN, ET)

- Fit for life - mission impossible? (EN, FI)

- Is health literacy the cause of the Western fitness boom? (EN, FR, DE, IT, PL, ES, LV)

- Peer tutors with immigrant backgrounds as sports ambassadors (EN, FI) 

Recursos

- 3sp project: Special sports for special people (EN)

- Mapping of good practices relating to social inclusion of migrants through sport (EN)

- Draft Council conclusions on maximising the role of grassroots sport in developing transversal skills, especially among young people (EN)

- Golden Goal Curriculum and Toolkit (EN)

- Centred by sports – project results (EN)

Em: https://ec.europa.eu/epale/node/73681


 

 Visite a EPALE regularmente, para descobrir novos conteúdos!

 

https://ec.europa.eu/epale/pt/ (em português)

 

 

 

Tópicos: Tags: